A VERGONHOSA SITUAÇÃO DO BAIRRO ANTÔNIO GUILHERMINO

A VERGONHOSA SITUAÇÃO DO BAIRRO ANTÔNIO GUILHERMINO

No apagar das luzes para o recesso do legislativo de Juazeiro, vereadores aprovaram o Projeto de Lei Nº 3.504/2019, de autoria do vereador Domingão do Alto da Aliança, que dá nomes as ruas do bairro Antônio Guilhermino. Excelente inciativa, em Juazeiro, assim como em muitas cidades do interior, as ruas e logradouros públicos são denominados por números ou letras, dificultando a inclusão no Cadastro de Endereçamento Postal – CEP, que obriga os correios a entregar correspondência na via.

Mas tem uma coisa que o bairro Antônio Guilhermino precisa muito mais, – de inclusão social. O bairro faz parte de um conglomerados de bairros que gravitam em torno do bairro João Paulo II e do mercado produtor. A situação é de miséria absoluta. São centenas de famílias que chegam para ali morar. A cada ano nasce uma nova rua, uma nova casa de taipa ou de papelão.

Não existe saneamento básico, esgotos e lixo expostos na rua. Crianças dividem o espaço com os cachorros, porcos, cavalos, bode e galinhas. O mal cheiro está impregnado, a população de tanto respirá-lo, cauterizou a sensibilidade do olfato para sentir a cheiro putrefato. Sem conta a precariedade da iluminação pública e dos serviços de saúde.

Um bairro com mais de 40 anos, e vive e convive atualmente com uma situação que remota o século passado. Uma comunidade formada por pessoas trabalhadoras, gente que acorda cedo para ter uma vida digna, merece todo respeito e os serviços públicos de qualidade

Os vereadores de Juazeiro deveriam saber quais são as prioridades básicas da população, ao invés de querer fazer de conta, os edis deveriam arregaçar as mangas e trabalhar pela cidade.

Carlos Bispo do Nascimento

Juazeirense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.