JUAZEIRO

Pesquisa Datafolha aponta que Moro tem aprovação de 51% e Bolsonaro, 29%

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (5) pelo jornal “Folha de S.Paulo” mostra os índices de aprovação de ministros do governo do presidente Jair Bolsonaro. Pelo levantamento, quando são considerados todos os entrevistados, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, tem a aprovação (avaliação “ótimo” e “bom”) de 51%, mais que os 29% que aprovam Bolsonaro.

Ainda segundo a pesquisa, quando são levados em conta somente entrevistados que conhecem o ministro, a aprovação dele é de 54%.

Levantamentos do instituto feitos em meses anteriores, considerando a totalidade dos entrevistados, indicam que:

  • Em julho: aprovação de Moro era de 52%, e a de Bolsonaro, 33%
  • Em abril: aprovação de Moro era de 59%, e a de Bolsonaro, 32%
Aprovação de Moro e Bolsonaro (em %)
Veja aprovação de ministros entre o total da população
  • Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública): 51%
  • Paulo Guedes (Economia): 31%
  • Tarcísio Freitas (Infraestrutura): 13%
  • Ricardo Salles (Meio Ambiente): 16%
  • Abraham Weintraub (Educação): 9%

Veja aprovação de ministros entre parcela dos entrevistados que os conhecem

  • Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública): 54%
  • Paulo Guedes (Economia): 38%
  • Tarcísio Freitas (Infraestrutura): 36%
  • Ricardo Salles (Meio Ambiente): 30%
  • Abraham Weintraub (Educação): 29%

Ministros mais conhecidos

A pesquisa do Datafolha divulgada nesta quinta-feira (5) mostra ainda a taxa de conhecimento dos nomes dos ministros:

  • Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública): 94%
  • Paulo Guedes (Economia): 81%
  • Tarcísio Freitas (Infraestrutura): 37%
  • Ricardo Salles (Meio Ambiente): 52%
  • Abraham Weintraub (Educação): 31%

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Entrevistados: 2.878 pessoas com 16 anos ou mais em 175 municípios
  • Quando a pesquisa foi feita: 29 e 30 de agosto
  • Nível de confiança: 95%
  • Contratante da pesquisa: “Folha de S.Paulo”
Fonte: Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *