JUAZEIRO

JUAZEIRO: PARA A SAÚDE FALTA DINHEIRO, MAS NÃO FALTA PARA NOMEAR ALIADOS

Embora tenha baixado dois decretos de contenção de despesas e a Rede de Saúde do município esteja a cada pior para todos os juazeirenses, o prefeito Paulo Bomfim (PCdoB) não dá sinais claros que deseja administrar o município para os cidadãos, e sim para o seu grupo político se manter no poder a qualquer custo, ainda que seja causando sofrimento a milhares de pessoas que precisam ser atendidas na Rede de Saúde.

O prefeito não sinalizou para algo que todo juazeirense espera: enxugar a máquina estatal, que vem desde a gestão do ex-prefeito Isaac Carvalho descarrilhando por conta da sobrecarga na folha de pessoal e com o peso de gastos excessivos e sem proveito da sociedade.

Numa prova cabal de que não faltam recursos, e sim gestão e competência para administrar, o prefeito vem a cada dia nomeando aliados, visando a eleição de 2020, causando um prejuízo financeiro aos cofres públicos e a municipalidade.

O município nos últimos onze anos recebeu mais de 1 bilhão de reais para a saúde, mesmo assim a maioria dos hospitais privados fecharam e as unidades de saúde pública estão funcionando com precariedades. O SAMU é um exemplo da falta de gestão com os recursos públicos, a verba vem para o funcionamento de diversas equipes, mas por economia o município reduz o número de profissionais e não compra equipamentos.

Decretos com as novas nomeações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *