JUAZEIRO

Traficantes espancam policial militar no bairro do Boqueirão, em Salvador

Por volta das 02:00 deste sábado (11), o Sd PM É. S., em companhia de seus amigos A.D.C., proprietário de uma oficina de veículos, e R.E. S.C., barbeiro, estavam tomando cerveja em um bar no Mercado do Rio Vermelho e resolveram se deslocar até o fim de linha da Santa Cruz, Nordeste de Amaralina, para encontrar a namorada de A.D.C. e mais duas amigas.

Quando já se encontravam no referido local, teriam sido surpreendidos por aproximadamente 40 indivíduos que, durante a abordagem, acharam a pistola do citado PM, de uso particular, e o identificaram como policial.

Imediatamente os meliantes os conduziram pela Serra Verde até a região do Boqueirão, onde perpetraram agressões físicas e psicológica, ameaçando matá-los a todo momento.

Durante as seções de tortura, os agressores falavam por vídeo chamada com um traficante que se chamaria “Fadiga”. Quando teriam falado que fariam com eles a mesma coisa que fez com o Cb PM Gonzaga.

Contudo, diante da informação colhidas pelos traficantes, esses optaram por irem até a residência de um rapaz chamado “Gui Gui” para saber se ele conhecia um dos amigos do PM, fato esse que foi confirmado. Por essa razão, os três não teriam sido assassinados, mas a ordem foi para “quebrar” os três, principalmente, o policial militar. Que assim sendo o PM ficou como alvo principal para espancamentos que resultaram
em fraturas nos dois braços, na boca e na cabeça. Ao serem liberados, um dos amigos, também vítima em menor gravidade, conseguiu conduzir o veículo até o HGE, onde chegou por volta das 04:00.

Após alta médica, as duas vítimas, amigos do PM, foram conduzidas ao DHPP pelo Coordenador de Área da 13ª CIPM/Pituba, 1° Ten PM Piedade, para formalização da ocorrência.

Ressalta-se que o policial militar está fora do risco de morte, relativamente lúcido, mas com traumas que inspiram muitos cuidados, exames e também cirurgia no braço, à princípio.

Fonte: Ascom 18° BPM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *