JUAZEIRO

Juazeiro: Prefeito pediu empréstimo de 50 milhões para fazer obras, mas cadê as obras?

No início dessa semana o prefeito Paulo Bomfim (sem partido) esteve na Câmara de Vereadores para participar de Abertura dos Trabalhos Legislativos, na ocasião o prefeito ressaltou a obtenção de recursos através da parceria com o Governador Rui Costa, com o empréstimo de R$ 50 milhões junto ao DesenBahia para obras de infraestrutura.

Esse valor é fruto de vários empréstimos feitos desde 2018. No mês de novembro de 2018, o presidente da Câmara, Alex Tanuri (Lelekão) colocou em pauta diversos projetos para votação, que foi denominada de “Pauta-Bomba”. Entre os projetos estava aprovação de um empréstimo de 15 milhões junto a Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia) para execução de obras e serviços de infraestrutura urbana e/ou saneamento.

Cerca de cinco meses depois, em abril de 2019, novamente a Câmara autoriza a Prefeitura de Juazeiro a contratar operação de crédito com a Desenbahia – Agência de Fomento do Estado da Bahia S/A, em até R 2milhões de reais. Com apenas o voto contrário do vereador Allan Jones (PTC).

Em outubro de 2019, a Câmara de vereadores autoriza o Poder Executivo Municipal a contratar operação de crédito e oferecer garantias à Agência de Fomento do Estado da Bahia – DESENBAHIA. A autorização de crédito define o valor de 35 milhões, que será utilizado na melhoria de infraestrutura e ou saneamento.

O vereador Alan Jones argumentou “Este empréstimo pode comprometer ainda mais o orçamento do município, porque como garantia estão prometendo fazer repasses das transferências do ICMS ou do próprio FPM. No entanto, o que se vê hoje em Juazeiro beira à ingovernabilidade, ou para este final de gestão ou para as próximas gestões” declarou o vereador tribuna da Câmara Municipal.

Em outubro de 2019 a justiça suspendeu o empréstimo de 35 milhões, sob o argumento de que esse empréstimo pode estabelecer um estado de endividamento futuro do próprio Município o que afetará os seus moradores de um modo geral.

Enquanto o prefeito diz que tem R$ 50 milhões para fazer obras, a cidade encontra-se em estado catastrófico: ruas esburacadas, lixo tomando conta da cidade, saúde precária, falta de infraestrutura; hospitais fechando; escolas sendo fechadas; fornecedores sem receber; servidores sem receber; infestação de muriçocas e de moscas.

2 Replies to “Juazeiro: Prefeito pediu empréstimo de 50 milhões para fazer obras, mas cadê as obras?

  1. Um verdadeiro DESGOVERNO , massacrado os cofres publicos e acabando com a população de JUAZEIRO. Precariedade na estrutura do saneamento, saúde, e educação.. Um CAOS total

    1. Um verdadeiro DESGOVERNO , massacrado os cofres publicos e acabando com a população de JUAZEIRO. Precariedade na estrutura do saneamento, saúde, e educação.. Um CAOS total

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *