BAHIA

Rui Costa e os seus candidatos da Bancada da Bíblia, do Boi e da Bala

O governador Rui Costa deverá ter três candidatos à prefeitura de Salvador, a estratégia é fragmentar os votos nas diversas camadas sociais, reduzindo a influência do peso de ACM Neto nas eleições. O governador fez opção de três candidaturas ligadas as bancadas do Boi, da Bala ou da Bíblia.

A Bancada BBB é um termo usado para referir-se conjuntamente à bancada armamentista (“da bala”), bancada ruralista (“do boi”) e à bancada evangélica (“da bíblia”) no Congresso Nacional do Brasil. A Bancada BBB teve também papel importante no processo de impeachment de Dilma Rousseff.

O termo “BBB” foi usado pela primeira vez pela deputada federal Erika Kokay em uma reunião da bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados no início de 2015, arrancando risadas dos colegas. A expressão logo se difundiu entre parlamentares de partidos de esquerda e parte da mídia, que identificam nessa articulação uma ameaça aos direitos humanos e das minorias no país.

Como o PT age por conveniência política, a bancada tão criticada pelo partido agora é parte da sua base política, e, é o seu principal caminho para conseguir a prefeitura de Salvador nas eleições de outubro.

A major da Polícia Militar da Bahia, Denice Santiago, responsável pelo Projeto Ronda Maria da Penha, é a escolhida pelo governador para ser a candidata do PT à prefeitura de Salvador. Sem nenhuma experiência administrativa, a major tornou-se a queridinha do governador, a partir de pesquisas sobre as preferências do eleitorado, – uma linha mais conservadora.

Assim justificou o governador sobre a escolha da major: “Denice é um dos nomes, mas prefiro que a gente possa divulgar oficialmente após as conversas com as lideranças e o Partido dos Trabalhadores. As pessoas querem políticos que cuidem das pessoas. O povo não quer aliados do governo, para não repetir o que o governo federal faz. Então, vai ganhar força alguém que represente sentimento de mãe, acolhedor, de mulher, para cuidar da saúde, da educação, do social”, disse.

O outro nome representando o Bancada da Bíblia, é o Pastor Sargento Isidório, deputado federal mais vem votado nas eleições de 2018. Ele tem um megaprojeto social bancado pelo governo do estado, que atende mais de 1.000 dependentes químicos. Isidório deixa claro nas suas falas muitas vezes equivocadas, a expressão máxima do conservadorismo religioso e ultrarradical.

Durante o lançamento da sua pré-candidatura, o deputado afirmou que sua pré-candidatura nasceu a pedido do governador da Bahia, Rui Costa. “Me chamou no gabinete e disse ‘Isidório, eu preciso que você saia candidato a prefeito por Salvador. Você é único que tem voto espalhado por tudo quanto é canto. Se a gente soprar, você tem condição’. Assim, o governador conseguiu me convencer”.

O representante da Bancada do Boi, é o ruralista e defensor do agronegócio na Bahia, o senador Ângelo Coronel, que vem correndo pelo lado oposto ao governo, principalmente porque o que está em jogo é a disputa para governador em 2022, Coronel é ligado ao senador Otto Alencar, principal adversário do PT em 2022.

Durante uma entrevista o senador Ângelo Coronel, desabafou: “O governador pelo visto optou por tentar fortalecer uma candidatura feminina fora do espectro político, antes era uma masculina [em detrimento aos que ficaram no relento ao longo desses 13 anos formando um dos grupos mais coesos do Brasil”.

O PT governa a Bahia desde 2008, nesse período os índices sociais têm piorado ano, após anos. A posta do partido em um nome mais conservador, caminha lado a lado com o processo que culminou com o impeachment da presidente Dilma Rousseff. O partido que deveria fazer a autocritica e se refundar, tem procurado se afundar mais numa prática política pragmática, o que importa é o poder pelo poder.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *