JUAZEIRO

Juazeiro: População faz filas enormes nas agências Bancárias do centro. Assista o vídeo

O Sindicato dos Bancários de Juazeiro está preocupado com as grandes filas que estão se formando em frente as agências bancárias em Juazeiro.

Nesta manhã de terça-feira (07) mesmo pedindo que a população evite ao máximo sair de casa, o sindicato flagrou uma multidão no centro da cidade esperando atendimento nas agências centrais como Caixa Econômica Federal, Bradesco, Casa Lotérica, assim correndo grande risco de disseminação do coronavírus e H1N1. Tendo em vista que aumentaram esses casos na cidade.

“Mesmo com marcação de filas do banco a desorganização, não por parte do poder público que está orientando, mas por parte do usuário do sistema, eles não conseguem se organizar e não ficam na faixa. Temos uma preocupante aglomeração de pessoas em frente ao banco e pensamos na garantia da saúde de todos que trabalham nas unidades e desses próprios usuários. É notório que os bancos não estão preparados para controlar grandes aglomerações. Reforçamos ainda que a população fique em casa, só vá aos bancos em última necessidade e use ainda mais os canais digitais”, disse.

A transmissão da Covid-19 pode acontecer através de gotículas de saliva e catarro, que, ao se espalhar, pelos ambientes, podem durar por um longo tempo. Como a disseminação da doença avança rapidamente, a categoria precisa redobrar os cuidados.

Paralelamente, é preciso lavar sempre as mãos com água e sabão, em especial após tossir, espirrar, ir ao banheiro e mexer com animais. Segundo documento da OMS (Organização Mundial da Saúde), adotar medidas preventivas é uma forma de reduzir a licença de trabalho ocasionada por doenças, além de diminuir a propagação da Covid-19.

Após cobrança do sindicato dos bancários, a gestão municipal através de decreto restringiu o atendimento ao público, limitando apenas aos serviços essenciais, com o contingenciamento de pessoas nas agências. É importante que todas as pessoas tenham sua saúde preservada neste momento de pandemia.

Confira o vídeo:

Fonte de informações: RedeGN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *