BRASIL

”É preciso estar atentos para os extremos que enfraquecem a democracia”, diz Aras

O procurador-geral da República, Augusto Aras, se manifestou na noite deste domingo (19) sobre os atos pró-intervenção militar registrados pelo país e reiterou discurso feito na sexta (17) no qual disse que o Ministério Público deve velar “pela ordem jurídica que sustenta o regime democrático, nos termos da Constituição”.

A fala de Aras ocorreu durante a posse da nova direção do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG).

Na ocasião, o procurador diz que a democracia ganha “pujança” com a participação dos membros do Ministério Público e de cada cidadão, mas que “é preciso estar atentos neste momento para as polarizações, os extremos, internos e externos, que enfraquecem a nossa democracia participativa”.

Fonte: Folha Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *