JUAZEIRO

Juazeiro: Feirantes revoltados com a gestão municipal

O clima é de revolta e muita indignação com o novo decreto do prefeito Paulo Bomfim (PT) baixado no dia 20, que fechou as feiras livres por mais 12 dias.

As feiras tinham sido fechadas no dia 24/03, e voltaram a funcionar no dia 01 de abril, e sem avisar os feirantes, foi novamente fechada nesta segunda-feira (20) em virtude dos novos casos de coronavírus na cidade.

A indignação e a revolta, são porque o executivo não avisou aos feirantes com antecedência sobre o novo fechamento, muitos feirantes fizeram compras de produtos, e quase todos são perecíveis, o resultado é muito prejuízo, e sobretudo, em razão de que muitos vendem para fazerem novas compras de produtos e proverem o sustento da família.

O presidente dos Permissionários do Mercado Joca Oliveira, Alex Silva, afirma que muitos estão desesperados porque não sabem como irão pagar as despesas, “o prefeito deveria pelo menos isentar os trabalhadores das contas de água, que tire a taxa de lixo e de esgoto”, desabafou Alex.

“Nos feirantes trabalhamos de manhã para comprar o almoço e a janta”

No Comitê de Enfrentamento deveria ter vários segmentos sociais representados, e não somente pessoas da saúde e segurança, para não haver tanto desgastes e sofrimentos dos trabalhadores informais.

O prefeito não destinou nenhuma ajuda para os trabalhadores informais, a cidade tem receita de quase 530 milhões, e recentemente recebeu cerca de 5 milhões do Governo Federal.

Alex Silva participou de um programa de rádio, ouça a entrevista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *