BRASIL SAÚDE

Bolsonaro se diz favorável à importação de vacinas pelo setor privado mas Farmacêutica AstraZeneca nega disponibilidade para mercado

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (26), durante a videoconferência do banco Credit Suisse, seminário sobre investimentos na América Latina, que o governo federal apoia a iniciativa de empresários de importar vacinas contra a covid-19 para imunizar seus funcionários.

“No que puder essa proposta ir à frente, nós estaremos estimulando porque, com 33 milhões de doses de graça, ajudaria e muito a economia e para aqueles que queiram se vacinar o façam para ficar livre do vírus”, disse Bolsonaro. Desse total, metade seria incorporada ao Sistema Único de Saúde (SUS), e disponibilizada à população de acordo com os critérios do Ministério da Saúde, e a outra metade seria utilizada pelas empresas de acordo com critérios próprios.

A farmacêutica AstraZeneca, que desenvolve uma vacina contra o novo coronavírus em parceria com a Universidade de Oxford, informou hoje (26) que não tem doses disponíveis do imunizante para o mercado privado.

“No momento, todas as doses da vacina estão disponíveis por meio de acordos firmados com governos e organizações multilaterais ao redor do mundo, incluindo da Covax Facility, não sendo possível disponibilizar vacinas para o mercado privado”, diz a nota.

Fonte e foto: Com informações Agência Brasil

Deixe um comentário