BAHIA POLÍTICA

Entidades lançam Carta Aberta ao Governador Rui Costa sobre mudança do secretário do Meio Ambiente

Nós, organizações, movimentos e ativistas socioambientais, vimos por meio desta Carta Aberta manifestar nossa apreensão em relação à futura indicação pelo Governo Estadual do(a) novo(a) dirigente da Secretaria do Meio Ambiente (SEMA) do estado da Bahia, já que a possível substituição do atual secretário vem sendo anunciada pela imprensa.

Expressamos a nossa grande expectativa de que o nome indicado para a Secretaria NÃO se constitua mais um retrocesso na gestão ambiental estadual, e sim um compromisso do Governo Estadual com uma gestão ambiental mais sustentável, qualificada, participativa e socialmente justa.

Ressaltamos que o modelo de gestão ambiental implementado pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA), parte integrante da SEMA, com a liberação indiscriminada de autorizações de supressão de vegetação nativa e de outorgas de uso de recursos hídricos, vem ampliando os conflitos socioambientais e a desigualdade social na Bahia, sendo inclusive, totalmente incompatível com o modelo de TRANSIÇÃO ECOLÓGICA proposto, em 2018, no programa de governo Haddad/Manuela D´Ávila.

A Bahia é um dos estados mais ricos em recursos naturais e sociobiodiversidade do país, o que propicia condições básicas para o desenvolvimento econômico e social no Estado. No entanto, toda essa riqueza é comprovadamente esgotável. Quando a gestão sobre o seu uso não ocorre de forma sustentável e socialmente justa, a degradação ambiental decorrente é socializada para as populações mais vulneráveis.
Já os lucros das explorações predatórias são incorporados por poucos, consolidando um modelo de gestão que só amplia a desigualdade social no estado.

Compreendemos que esse “modelo de gestão” de uso indiscriminado dos recursos naturais, além de ambientalmente e socialmente predatório, é anacrônico, não condiz com os valores defendidos pela esquerda brasileira e reduz drasticamente a nossa capacidade de adaptação às mudanças climáticas.

Assim, solicitamos a indicação de um nome que represente, de fato, a área ambiental.

Que seja reconhecido e respeitado por ela para estabelecer o diálogo imprescindível à guinada que se faz necessária na gestão ambiental no estado.

Salvador, 27 de janeiro de 2021

Contato: [email protected]/ 71 99983 2871 (Renato Cunha – Gambá)

Assinam esta CARTA ABERTA: ABAETÉ VIVA,,ARTICULAÇÃO ANTINUCLEAR BRASILEIRA – AAB, ARTICULAÇÃO DE MULHERES NEGRAS NO QUILOMBO ENGENHO DA PONTE ARTICULAÇÃO ESTADUAL DAS COMUNIDADES TRADICIONAIS DE FUNDOS EFECHOS DE PASTO – BAHIA, ASSEMBLEIA MUNDIAL PELA AMAZÔNIA, ASSOCIAÇÃO AMBIENTALISTA CORRENTE VERDE ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DE FAMÍLIAS E CRIANÇAS CARENTES – ABENFAC, ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ONGs – ABONG BA/SE, ASSOCIAÇÃO DA COMUNIDADE QUILOMBOLA ENGENHO DA PONTE, ASSOCIAÇÃO DE AÇÃO SOCIAL E PRESERVAÇÃO DA ÁGUA, FAUNA E FLORA
(ASPAFF CHAPADA NORTE), ASSOCIAÇÃO DE CICLISMO E MOBILIZAÇÃO AMBIENTAL – ACEMA, ASSOCIAÇÃO DE MARISQUEIRAS E PESCADORES DE SÃO ROQUE DO PARAGUAÇU, ASSOCIAÇÃO DE MORADORES E AMIGOS DE GARAPUÁ, ASSOCIAÇÃO DE PESCADORES, MARISQUEIRAS E REMANESCENTES DE QUILOMBOS DA ENSEADA DO PARAGUAÇU – ASSOCIAÇÃO DOS QUILOMBOLAS, ASSOCIAÇÃO DE PESCADORES E PESCADORAS DE BARRA DO SERINHAEM, ASSOCIAÇÃO DE PESCADORES E PESCADORAS FRUTOS DO MAR – QUILOMBO DA CAMNUTA, ASSOCIAÇÃO DE PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO SOLIDÁRIO E SUSTENTÁVEL – AGÊNCIA 10ENVOLVIMENTO, ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES E AMIGOS DE IPITANGA – AMI, ASSOCIAÇÃO DOS REMANESCENTES DO QUILOMBO DE PRATIGI E MATAPERA, ASSOCIAÇÃO E COMUNIDADE REMANESCENTE DO QUILOMBO DO BURI, ASSOCIAÇÃO MOVIMENTO PAULO JACKSON – ÉTICA, JUSTIÇA, CIDADANIA, ASSOCIAÇÃO QUILOMBOLA DE BATATEIRA
ASSOCIAÇÃO QUILOMBOLA DE PESCADORES(AS) E LAVRADORES(AS)
GUAIPANEMA, ASSOCIAÇÃO REMANESCENTE DE QUILOMBO DO ACUPE
ASSOCIAÇÃO REMANESCENTE DO QUILOMBO DE SÃO BRAZ, ASSOCIAÇÃO STELLA4PRAIAS, ASSOCIAÇÃO VIDA BRASIL, CENTRO DE ARTE E MEIO AMBIENTE – CAMA, CENTRO DE EDUCAÇÃO E CULTURA POPULAR – CECUP
COLEGIADO DO TERRITÓRIO DE IDENTIDADE DA CHAPADA DIAMANTINA
COLETIVO AMBIENTAL ILHÉUS, COLETIVO MOBICIDADE SALVADOR, COLETIVO PRESERVA ILHÉUS, COLETIVO SOS VALE ENCANTADO, COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ITAPICURU (CBH), CONSELHO PASTORAL DOS PESCADORES – CPP, CONVERGÊNCIA PELO CLIMA, ECOS – INSTITUTO ECOSSISTEMA HOLÍSTICO SOLIDÁRIO, EDUARDO ZANATTA, GESTOR AMBIENTAL, INTEGRANTE DA FRENTE PARLAMENTAR AMBIENTALISTA DA BAHIA, FÓRUM POPULAR DA NATUREZA, REDE ESPACIO SIN FRONTERAS, GRITO DE LOS EXCLUÍDOS CONTINENTAL E DO FÓRUM SOCIAL MUNDIAL ENGAJAMUNDO, FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES DE BAIRROS DE SALVADOR- FABS, FÓRUM A CIDADE TAMBÉM É NOSSA, FÓRUM ESTADUAL DE DEFESA DOS DIREITOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES – FDCA-BA, FÓRUM PERMANENTE DE ITAPUÃ, FÓRUM POPULAR DA NATUREZA, FRENTE SOCIOAMBIENTAL DE PIATÃ, GRUPO AMBIENTALISTA DA BAHIA – GAMBÁ, GRUPO DE PESQUISA COSTEIROS (INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS/UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA), GRUPO DE PESQUISA GEOGRAFAR (IGEO/UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA), GRUPO DE PESQUISA MEMÓRIAS, PROCESSOS IDENTITÁRIOS E TERRITORIALIDADES NO RECÔNCAVO DA BAHIA (MITO/UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO), GRUPO DE VOLUNTÁRIOS DO GREENPEACE SALVADOR, GRUPO DOS AMIGOS DA PRAIA – ILHÉUS, GUARDIÃS E GUARDIÕES DO ABAETÉ GUARDIÕES DA NATUREZA DA APA BACIA DO COBRE/SÃO BARTOLOMEU, GUARDIÕES DO LITORAL, IMATERRA – INSTITUTO MÃOS DA TERRA, INSTITUTO CICLOS DE SUSTENTABILIDADE E CIDADANIA, INSTITUTO DE DEFESA, ESTUDO E INTEGRAÇÃO AMBIENTAL – IDEIA, INSTITUTO DE PERMACULTURA DA BAHIA, INSTITUTO DOS ARQUITETOS DO BRASIL – IAB – DEPARTAMENTO DA BAHIA, INSTITUTO NOSSA ILHÉUS, JULIANA ROSA – ECOFEMINISTA, ECOSSOCIALISTA APS PSOL-BA, LABORATÓRIO DE ETNOBIOLOGIA E ETNOECOLOGIA (LETNO/UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA), MAHIM – ORGANIZAÇÃO DE MULHERES NEGRAS, MAISVERDE (CORRENTINA), MIGUEL DA COSTA ACCIOLY – LABORATÓRIO DE GESTÃO TERRITORIAL E
EDUCAÇÃO POPULAR (MARSOL) UFBA, MOVIMENTO AMBIENTALISTA GRANDE SERTÃO VEREDAS, MOVIMENTO ASSOCIATIVO INDÍGENA PAYAYA – MAIP, MOVIMENTO JAGUARIBE VIVO, MOVIMENTO SALVE AS SERRAS, MOVIMENTO SOS BACIA DO RIO DE CONTAS, MOVIMENTO SOS BOCAINA E MOCÓ – PIATÃ, MOVIMENTO SUL DA BAHIA VIVA, MOVIMENTO VIVA O PARQUE DE PITUAÇU, OBSERVATÓRIO DO SANEAMENTO BÁSICO DA BAHIA
ONG PRISMA – PROTEÇÃO,REVITALIZAÇÃO INTEGRADA E SUSTENTÁVEL DA SERRA DE MONTES ALTOS – GUANAMBI, PROFESSORA NÁDIA ROQUE, INSTITUTO DE BIOLOGIA/ UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA (UFBA), PROFESSOR EDUARDO MENDES, INSTITUTO DE BIOLOGIA/UNIVERSIDADE
FEDERAL DA BAHIA (UFBA), SINDICATO DOS TRABALHADORES EM ÁGUA E ESGOTO DO ESTADO DA BAHIA – SINDAE, SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECOLOGIA HUMANA (SABEH), SOCIEDADE NACIONAL DO MOVIMENTO TREM DE FERRO/PROJETO VERDE TREM, OS STELLA MARIS.

Deixe uma resposta