BRASIL

‘Hipster da Federal’ morre após tomar tiro ao invadir fazenda em Goiás

Conhecido como ‘Hipster da Federal‘, o policial federal Lucas Soares Dantas Valença, de 36 anos, foi morto na quarta-feira (2), com tiro no peito após tentar invadir uma fazenda, em Buritinópolis, no estado de Goiás. 

O caso aconteceu após um surto psicótico do agente, que, segundo o proprietário do imóvel, apareceu na fazenda gritando que “havia um demônio” e desligou a energia da residência. Depois, ele invadiu e arrombou a porta da casa. 

Lucas ficou conhecido como ‘Hipster da Federal’ após a escolta do ex-deputado Eduardo Cunha (MDB-RJ), preso na operação Lava Jato, em 2016. 

O agente chamou atenção das pessoas por usar cabelos longos, barba e um coque na cabeça. No ano seguinte, após o sucesso nas redes, Lucas ganhou um boneco de Olinda, no Carnaval, em sua homenagem.

Sua última postagem nas redes sociais foi um encerramento de uma nova turma de policiais federais, em dezembro. Na foto, o agente aparece ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PL), que estava presente na cerimônia. 

 

Por: Portal Folha de Pernambuco