MUNDO

Confira as manifestações do 1º de maio pelo mundo

Diversos lugares ao redor do mundo são cenários de marchas e atos pelo do Dia do Trabalho, celebrado internacionalmente em 1º de maio. Reivindicando mais empregos, proteção trabalhista e recuperação econômica, movimentos populares vão as ruas em defesa dos direitos dos trabalhadores na Coreia do Sul, Turquia, Índia, Paquistão, Grécia, França e Chipre, entre outros.

Na França, o feriado para homenagear os trabalhadores estava sendo usado como um grito de guerra contra o presidente recém-reeleito Emmanuel Macron. Em Paris, manifestantes mascarados caminham com uma faixa durante a tradicional marcha sindical.

Na Itália, após dois anos de pandêmia, um ato ao ar livre foi marcado para Roma com comícios e protestos em cidades de todo o país. Além do trabalho, a paz foi um tema com pedidos para o fim da guerra da Rússia na Ucrânia. Protestos foram planejados em toda a Europa, inclusive na Eslováquia e na República Tcheca, onde estudantes também planejavam se reunir em apoio à Ucrânia enquanto comunistas, anarquistas e grupos anti-União Européia realizavam suas próprias reuniões.

Em Istambul, a tropa de choque turca prendeu dezenas de manifestantes que tentavam chegar à principal praça Taksim para ato contra as dificuldades econômicas. Manifestantes seguram bandeiras e faixas durante ato que marca o dia internacional dos trabalhadores no distrito de Maltepe.

No Centro de Seul, Coreia do Sul, membros da Confederação Coreana de Sindicatos realizam um comício de 1º de maio pedindo melhores condições e direitos de trabalho.

No Brasil, as manifestações em São Paulo tem clima de campanha eleitoral e devem acirrar ainda mais as disputas entre os apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os aliados do presidente Jair Bolsonaro.

Por: O Globo