Sem categoria

JUAZEIRO: SERIA A CARAVANA DA SAÚDE UMA FARSA?

Quando a Prefeitura de Juazeiro realizou em 2016 (ano de eleição) o fatídico Programa Caravana da Saúde, o bairro do Tabuleiro foi o primeiro a ser “contemplado”, e não foi por acaso, a situação caótica em que se encontra a população daquele bairro, sem ter acesso aos serviço de saúde. O posto de saúde estava sem médicos, sem funcionários, sem medicação e a população dormindo na fila para ser atendido. Passado mais de três anos, nada mudou.

O Programa Caravana da Saúde foi criado para fazer marketing político com a miséria da população mais carente do município. Assim, o prefeito Paulo Bomfim (PCdoB) prefere maquiar a fila de espera por consultas especializadas na Rede Municipal de Saúde.

Na ocasião da primeira Caravana, o então prefeito Isaac Carvalho, disse o seguinte: “E isso é só o começo. Vamos percorrer todas as Unidades de Saúde da zona urbana e rural. Nosso objetivo é ter resolutividade nas demandas reprimidas nos postos do município e avançar ainda mais nessa área”.

A saúde geral em todo Brasil, está muito ruim, não é um problema particular da cidade de Juazeiro, mas a gestão municipal agrava, quando prioriza o inchaço da folha de pessoal na secretaria de saúde, quando deveria investir em mais recursos para amenizar a situação das pessoas que precisam de atendimento.

Quando cria um programa com a finalidade atender as demandas reprimidas de um período, o governo assume a falta de competência e de sensibilidade para resolver os problemas do município.

Antônio Carvalho Neto

Cidadão juazeirense.

One Reply to “JUAZEIRO: SERIA A CARAVANA DA SAÚDE UMA FARSA?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *