BRASIL

Arnaldo Antunes sintetiza grandeza de João Gilberto nos versos de canção feita com Cézar Mendes

Baiano como João Gilberto (1931 – 2019), mas natural de Santo Amaro da Purificação (BA), terra natal de Caetano Veloso e Maria Bethânia, o violonista e compositor Cézar Mendes foi um dos poucos que rompeu a barreira em torno de João, travando contato com o colega genial e genioso nos últimos anos de vida do inventor da batida diferente que resultou em 1958 na bossa nova.

Essa proximidade agrega valor à homenagem prestada ao artista por Mendes na canção intitulada João. Apresentada na edição de 7 de julho do programa Fantástico (TV Globo), em meio à comoção causada pela notícia da morte de João Gilberto no dia anterior, a composição é uma parceria de Cézar Mendes com Arnaldo Antunes, com quem interpretou a música.

Poeta inicialmente ligado ao mundo do rock que aos poucos se aproximou da constelação da MPB, Antunes conseguiu a proeza de sintetizar nos versos de João a grandeza do arquiteto de uma nação musical fundada em 1958.

Eis a letra da canção – que ainda reverbera nas redes sociais dez dias após a morte do gênio – apresentada no Fantástico com a voz de Arnaldo Antunes (reverente ao canto macio e minimalista de João) e o violão de Cézar Mendes, músico que se tornou compositor em 1997 e, mais de 20 anos depois, tem obra já gravada por grandes estrelas de um universo musical que teve em João Gilberto o astro maior:

João

(Cézar Mendes e Arnaldo Antunes)

São tantos e tão poucos têm noção

De como se inaugura uma nação

Não é bem com monumentos

Ou com balas de canhão

É quando uma brisa

Bate na respiração

E entra no juízo de um João

Que dedica todo empenho

E amor ao seu engenho

Para arejar

Os cantos da canção

E dar sentido à nossa sensação

Reviravoltam numa vibração

Para nos dar sua benção

Para nos tirar do chão

Como se a rotação

Da terra fosse então

Essa voz e esse violão

Quando uma só pessoa

O silêncio aperfeiçoa

Toda a multidão

Escuta o coração

E se torna civilização

Fonte G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *