JUAZEIRO

JUAZEIRO: CÂMARA PROÍBE ABERTURA DE NOVOS CABARÉS. SÓ PODE TER UM NA CIDADE

O ano era 1982, mas bem que poderia ser 2019, na falta de que fazer ou dada a improdutividade, os vereadores desde aquele tempo são improdutivos e não têm contribuições para o bem da cidade. Com certeza no ano de 1982 deveria ter muitas demandas para uma cidade recém centenária do que preocupar-se em fechar cabarés.

A lei, decretada e promulgada pelo Legislativo, só permitia a atuação das famosas ‘casas da luz vermelha’ até o ano de 1982. Mas o principal cabaré continua funcionando até hoje.

A propósito cabaré, prostíbulo, lupanar, casa de prostituição; zona; baixo meretrício; casa da luz vermelha, casa das primas; ou simplesmente puteiro. Estes são alguns dos nomes dados aos estabelecimentos destinado à prostituição. Mas poderia ser também chamada de Câmara de Vereadores.

Embora na Câmara, ao contrário dos outros cabarés, a vida é muito fácil. Por isso não vamos comparar os vereadores com as prostitutas. Vamos ter mais respeito com aquelas que vivem dignamente exercendo seu trabalho e que também são conhecidas como “mulheres de vida fácil”, embora saibamos que nada há de fácil na vida dessas mulheres.

Em Juazeiro está proibido falar que a Câmara de Vereadores virou um puteiro. Um prostíbulo é uma casa organizada, onde a prática do sexo é devidamente regrada. Há respeito entre as prostitutas, a dona ou o dono da casa e os clientes, e é um local onde há desvios de dinheiro público. Já na Câmara…

Confira a lei de 1982:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *