JUAZEIRO

Juazeiro: O prefeito Paulo Bomfim é chamado de caloteiro pelo diretor do hospital Promatre

O prefeito Paulo Bomfim (PT) esteve na tarde dessa terça-feira (28) sendo entrevistado pelo radialista Geraldo José, na ocasião entre tantas desculpas, quando questionado sobre uma manifestação dos funcionários do hospital Promatre, marcada para o dia 31, o prefeito disse que a prefeitura tem cerca de 8 mil servidores e todos recebem o pagamento em dia, e que não tem nada a ver com os problemas de uma empresa privada.

Logo depois, Pedro Filho, diretor da Promatre esteve no programa quando informou que a dívida é de R$ 1 milhão e 500 mil reais e confirmou que um protesto dos funcionários será mesmo realizado nesta quinta-feira, 31, em frente ao Paço Municipal. E quem a prefeitura tem responsabilidade sobre os problemas que o hospital está passando.

Que bom prefeito, que a prefeitura de Juazeiro pode contratar 7 mil funcionários e a prefeitura de Petrolina tem somente 3,5 funcionários

Pedro Filho não poupou a gestão municipal de criticas em todos os setores, principalmente na área de saúde. Disse que diversas unidades de saúde privada da cidade estão passando dificuldades por falta de compromisso da prefeitura de Juazeiro com a rede de saúde.

No final o Pedro Filho pede para o prefeito ler o contrato para saber que a prefeitura tem para pagar, e salientou que não está pedindo ajuda, “estou pedindo que a prefeitura pague o que deve. Incrível, como a maternidade de Juazeiro gasta 25 milhões e só produz 3 milhões”, finalizou.

Confira os áudios:

Paulo Bomfim

Pedro Filho

3 Replies to “Juazeiro: O prefeito Paulo Bomfim é chamado de caloteiro pelo diretor do hospital Promatre

    1. Esse grupo político que está aí no poder a mais de 11 anos fechou 4 hospitais em Juazeiro
      Santa casa, Semec, só Baby, hospital da criança
      Se alguma dessas instituições era privada, o município tinha por obrigação procurar meios e mecanismos para que as mesma não fechavam.

      1. A maior vergonha é a saúde de Juazeiro-BA. Não há comando e fecharam todos os hospitais da cidade, tendo apenas a UPA que que atende emergencialmente a recém nascidos, crianças, adolescentes e. Adultos. É uma mistura só.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *