BRASIL POLÍCIA

Desembargador é condenador a 47 anos de prisão por estuprar a própria neta

O desembargador Rafael Romano foi condenado a 47 anos de prisão pelo crime de estupro de vulnerável. O aposentado teria estuprado a própria neta. Segundo o inquérito, os abusos ocorreram de 2009 a 2016, desde os 7 anos de idade da vítima.

A mãe da menina, Luciana Pires, denunciou Romano ao Ministério Público baseando-se nos próprios relatos da filha. Segundo Luciana, os abusos começaram quando a menina ficou sob os cuidados do avô, enquanto ela teve de viajar para cuidar da mãe, que tinha problemas de saúde.

Luciana foi quem informou a decisão do juiz Ian Dutra. “Vencemos! Justiça foi feita! O desembargador Rafael Romano foi condenado a passar mais de 47 anos na cadeia”, comemorou.

A sentença foi dada na manhã desta quinta-feira (11) e o caso corre sob sigilo de Justiça.

Fonte: SBT

Deixe uma resposta