JUAZEIRO POLÍTICA

Opinião: Chicote ou Cenoura?

É bem comum pra nós do interior vermos um burrinho empacando sem querer sair do lugar, nesses casos seu dono ou condutor se utiliza de um chicote ou uma cenoura para motivá-lo a sair do lugar e fazer seu trabalho de carga. Mas o que dizer de um prefeito que empaca e estaciona uma cidade inteira na mediocridade de uma administração pública equívoca, desastrosa e danosa?  Pois é, isso é aqui amigo leitor em Juazeiro da Bahia.

Depois de seguidos decretos municipais onde nós como cidadãos só ouvimos:  Cumpra- se o “Decreto”; e olha que já são incontáveis decretos , mas nenhum deles se sustentam em pé com alguma fundamentação , haja visto que não há argumentação técnico científico pra eles, tão pouco clareza nas ações do gestor municipal. Continua agindo com o seu costumeiro” achismo “, como se não fosse suficiente ainda permanece no ” cópia e cola”.

E nós homens e mulheres de bem que faremos ou o que daremos para a única cidade do Brasil que ostenta e sustenta 2 (dois) prefeitos? O “CHICOTE”, punindo-os pela incompetência rotineira, com nossa mais forte e contundente ferramenta que é o VOTO, tocando todos eles pra fora de nossa cidade ou daremos mais uma vez a recompensa da “CENOURA” permitindo que um burrinho caminhe por mais 4 anos? Subtração é o sentimento que nos rasga por dentro. Então?

” O CHICOTE ou a CENOURA?

O que você cidadão como eu, vai dar para essa abjeta e desastrosa gestão pública? De cá, já preparo meu chicote na tecla da urna eletrônica e aguardo que o povo de Juazeiro faça o mesmo, se opondo a essa gestão.

Andando pela cidade ouvimos o choro das ruas, dos becos, das praças e as portas fechadas das lojas um gemido alto e ensurdecedor dizendo que o “comércio está morrendo”. Filhos dessa terra nascidos ou adotados por ela, a mão que carrega o ferro não está escondida tão pouco velada, mas ainda continua omissa e ensurdecida sem ouvir o clamor de nossa gente, que venha 15 de novembro, porque” filhos teus não fogem a luta “.

Bruno de Almeida
Estudante

Deixe uma resposta