JUAZEIRO POLÍTICA

Procura-se um eleitor capaz de votar diferente

A correria dos vereadores em período eleitoral atrás de liderança comunitária é implacável, seja presidente de bairro, ex-candidatos, pessoas influentes dentro da política afim de se perpetuar no mandato. Eles prometem mundos e fundos para essas liderança, e muitos acabam acatando, alguns dão apoio por ingenuidade outros por ofertas tentadoras. O período eleitoral é o único momento em que os vereadores são ativos dentro da periferia da cidade, que ele anda com os vidros do carro baixo, que ele sai do condomínio que morou por três anos e volta ao bairro onde nasceu e/ou cresceu.

Em Juazeiro um vereador recebe pouco mais de 12 mil para trabalhar por toda a cidade, pelo bem do coletivo, mas a realidade é outra, onde os mesmos formam suas bases eleitorais passando a atuar naquelas comunidades ao qual tiveram maior exito de votos conquistados, abandonando e virando as costas para aquela comunidade ao qual não teve êxito, e virando as costas para o líder da mesma que o acolheu e acreditou que traria benefícios para sua localidade.

Essa novela da traição e do abandono político é mais repetida que filme do seção da tarde, e a cultura em Juazeiro de que vereador tem que lutar pelo bairro que nasceu ou conseguiu maior número de votos infelizmente predomina a nossa sociedade. Assim também são os líderes comunitários que são inibidos a apoiar candidato de mandato e o governo, com medo de sofrer represálias política e sofrer pela vingança até mesmo em atendimento de serviços básicos, pois muitas comunidades já viveram esse abandono por apoiar uma oposição ao governo e passou mais bocados nos 4 anos de gestão.

Outra coisa que se deve ter todo cuidado são pessoas que usam o nome da comunidade no perfil da rede Social, seja candidato ou não, muitas vezes esta pessoa não vivência os problemas daquela comunidade como a maioria da população, e muitas vezes faz marketing para eleger um candidato que não estará nem aí para os problemas da sua localidade depois de eleito.

Vote pela sua consciência, aceite ouvir sobre todos os candidatos e se tiver oportunidade converse diretamente com eles, questione e o confronte pois são seus impostos que os pagam, de oportunidade de conhecer novos nomes pois é melhor você errar tentando, do que permanecer no erro.
Não caia em conversa de liderança comunitária, principalmente os que tem cargo público, pois eles jamais vivenciará os problemas que você passa no seu bairro, mesmo sendo seu vizinho.

O histórico de traição de vereadores de mandato é impressionante, pesquise sobre a vida deles e verás, quem teve a oportunidade em 4 anos e agora está com a conversinha de que vai revolucionar sua comunidade não de a oportunidade, fique esperto!

Henrique Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *