JUAZEIRO POLÍTICA

Obras mal feitas em Juazeiro estimulam a indignação popular que reage nas redes sociais

Administração pública de Juazeiro dá clara demonstração da falta de planejamento nas obras que deveriam trazer benefícios à sociedade. A ciclovia que seria inaugurada no dia em quem Juazeiro completou 142 anos de elevação à cidade, o prefeito Paulo Bomfim, entregaria à ciclovia na Pedra do Lord com falhas na execução, fato que ridicularizou Juazeiro mais uma vez. Outra obra de Juazeiro que chamou a atenção de populares foi a sinalização horizontal para deficientes visuais no Residencial Dr. Humberto, também condenada pela falta de planejamento da Prefeitura.

A ciclovia, tem diversos obstáculos e forçam os ciclistas desviarem dos empecilhos na pista exclusiva para eles porque mesmo com espaço sobrando antes da calçada, os postes invadem e ocupam a pista exclusiva. A posteação da iluminação pública foi instalada no leito da via que deveria estar livre aos ciclistas e outros obstáculos impossibilitam o trânsito seguro das pessoas que pedalam de bike. As falhas na execução da obra foram registradas por populares que transitam no local. O mesmo acontece no Residencial, a posteação invade a via exclusiva para deficientes visuais.

A falta de planejamento do Governo Paulo Bomfim estimulou populares a gravarem vídeos questionando as graves falhas na elaboração do projeto, e os posts logo se espalharam nas redes sociais. Surgiu uma nova onda na cidade de divulgação das obras mal feitas da gestão municipal de Juazeiro, uma demonstração que a indignação popular chegou ao extremo.

Em vários posts nota-se, que munícipes questionam a qualidade e acusam o prefeito de executar obras em período pré-eleitoral, e trazem uma tônica da gestão: obras eleitoreiras e mal elaboradas na corrida para a reeleição.
É necessário lembrar que, em outubro do ano passado, a Prefeitura de Juazeiro anunciou a continuidade da obra de requalificação das vias de acesso ao Bairro Pedra do Lord, com serviços de terraplanagem e de pavimentação, cujo recursos eram fruto de um convênio de R$ 6 milhões entre a Prefeitura de Juazeiro, por meio da Secretaria de obras e Desenvolvimento Urbano (Sedur) e o Governo do Estado, através da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder).

À época, a prefeitura informou, através da imprensa local, que destes R$ 6 milhões, R$ 4,7 milhões custeariam a obra da Pedra do Lord para a intervenções na melhoria da infraestrutura, mobilidade, acessibilidade, concretagem das calçadas e ciclovia, além da pavimentação asfáltica dos entroncamentos de todas as ruas ligadas as vias de acesso aos Bairros Pedra do Lord, Palmares, Kidé e Kidezinho com 2,6 Km de extensão. Divulgou também que, o restante do recurso seria destinada à obra de requalificação da principal Avenida da cidade, Avenida Adolfo Viana.

Monia Ramos/ Jornalista

Deixe uma resposta