Sem categoria

Isaac Carvalho no PT, oportunismo ou golpe?

Vivemos tempos difíceis na política brasileira, mas sempre existe algo capaz de piorá-lo. A badalada filiação do ex-prefeito Isaac Carvalho nas hostes petista, é a prova que o PT continua nonsense, falta ao partido uma coisa óbvia: autocrítica de todo processo de corrupção em que está envolvido.

Ao invés de se reinventar, expurgar e resgatar a história de luta em favor de um projeto para o país, o partido se afunda no emaranhado de contradições para continuar operando politicamente numa lógica do poder, pelo poder.

A eleição de 2020, seria uma ótima oportunidade local para o partido testar os seus quadros orgânicos, mesmo sem muita expressão, apostando na construção de novos quadro para fazer as disputas políticas eleitorais.

Mas, ameaça de perder o governo estadual em 2022, faz o partido recorrer as velhas estratégicas de ter coronéis ou medalhões para fazer as disputas eleitorais, como se isso fosse a garantia de ter um partido forte.

Para Isaac Carvalho, que é responsável pela possibilidade de extinção do PC do B enquanto sigla partidária, com a sua malfadada candidatura a deputado federal em 2018, e para não piorar a sua desgraça política com a possibilidade de perder o comando da prefeitura em 2020, restou somente fazer um leilão do seu capital político.

Com a filiação ao PT, Isaac Carvalho tenta ter a simpatia do governo para liberar as verbas, pois a cidade está um caos: UPA prestes a ser fechada, saúde caótica, obras paradas, infraestrutura ruim, folha inchada; fornecedores sem receber; contratados sem pagamentos; contratos de imóveis e veículos desnecessários.

Resta saber se o casamento entre o PT e Isaac Carvalho acaba antes ou depois de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *