Sem categoria

Fazer Política não é agredir, é articular, mediar e propor.

Convencionou-se o modo de se fazer Política no Brasil, o uso da agressividade, da chacota, da desfaçatez e da ofensa à honra dos oponentes. Isso sem mencionar as calúnias e as difamações, como quase que a única forma de se desenvolver um pleito.

Ocorre que o Brasil está mudando e as pessoas querem saber o que farão se eleitos, e como o farão. Este novo modo de fazer Política fará surgir uma nova mentalidade, alterará o modo de lidar com o Povo, a Cidadania será mais viva e atuante.

Os Cidadãos têm todo o direito de participarem das decisões de forma consultiva e opinativa, e também de auxiliar na fiscalização do uso dos recursos que pertencem a todos. Isso revolucionará a forma de se governar, pois irá diminuir o espaço para atos de corrupção e aventuras oportunistas. Exercer a Cidadania, é mais que um direito, é uma necessidade, para se pensar no agora e no amanhã.

Pastor Teobaldo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *