BAHIA

Governo da Bahia nega pensão a família de Soldado Yuri morto durante curso do Choque

Nota de Repúdio!

O governo do Estado nega pensão especial a família do Soldado Yuri, morto enquanto realizava o Curso de Atividades de Choque no ano de 2017.

Segundo parecer, emitido esse mês de novembro de 2019, pasmem, a morte do nosso irmão de farda não teve relação com a atividade policial militar.

Tem sido uma prática comum negar pensão aos PMs mortos na Bahia.

Há alguns dias o Comandante Geral, Cel Anselmo, disse que a razão era o fato de todo policial ser adúltero, vilipendiando a memória dos nosso irmãos que deram a vida pela profissão.

Infelizmente o maior inimigo do policial na Bahia hoje é o governo do estado, que lhe nega periculosidade, plano de carreira. Se o PM ou BM ficar doente tem seu salário cortado porque não recebe auxílio acidente e caso venha morrer até a pensão ao seus familiares é negada.

Em quais circunstâncias se pagam pensões? Se nem mesmo em serviço se faz merecido.

Cadê o Ministério público e toda sua celeridade para atos ilegais?

ASPRA BAHIA
Justiça e Liberdade

9 Replies to “Governo da Bahia nega pensão a família de Soldado Yuri morto durante curso do Choque

    1. Li tudo, mas até agora não vi o parecer do motivo da morte e não acredito (nem mesmo aceito como contribuinte) que todo policial morto deva dar direito a sua família uma pensão vitalícia. Depende muito SIM da forma que morreu e se foi em função do serviço ou não.

    1. Bom dia,o que está acontecendo na nossa instituição e a falta de valorização dos Policiais Militares, começa pela falta de informações do direitos,dos deveres. Até o dia de hoje não foi definido se nós somos, Polícias Militares,ou Policiais. Sabe porque me refiro a Militar,tem regulamento,estatuto,e outros. Para o uso do rigor da lei,para ser julgado, mas a outra lei contida nesse mesmo estatuto,que seria para beneficiar os Policiais, não funciona, porque o nosso judiciário que deveria ser imparcial,mas não é.Os beneficiarios da ação,manifesta através do seus representantes legais os direitos adquiridos em que lei justifica o ganho de causa.Mas a justiça que deveria atender os requisitos legais,a negrigencia a ação penal,em que o réu é sempre o Estado. Mas porque o Estado não cumpre às decisões judiciais.Boa pergunta,se existisse uma soberania justa e, competente no Brasil, hoje nós o povo Brasileiros, não estaríamos assistindo muitas injustiças no corpo da sociedade desassistida.O Estado Demócrito do Direito, deveria criar um ministério independente e não partidário, só assim entenderia que algo de bom poderia acontecer.

  1. Vale salientar que a aposentadoria podemos escrever a normal, a família ja recebe. O Estado negou, que tbm é um absurdo, a Aposentadoria ou Pensão Especial que o Militar Tem direito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *