BRASIL

Mandetta pergunta a Bolsonaro se governo está preparado para ter ‘caminhões transportando corpos’

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, advertiu ao presidente Jair Bolsonaro e a outros mininstros do governo que o coronavírus não é uma ‘gripezinha comum’, e que no pior dos cenários está previsto dias em que pode ocorrer a morte de mil pessoas, o que corresponderia a um acidente com quatro aviões de grande porte, sem sobreviventes.

“Estamos preparados para o pior cenário, com caminhões do Exército transportando corpos pelas ruas? Com transmissão ao vivo pela internet?”, questionou Mandetta.

Este foi o momento mais tenso da reunião ministerial ocorrida neste sábado, 28, em Brasília. Isso porque Bolsonaro tem minimizado a gravidade da pandemia e defendido o fim do isolamento das famílias para evitar uma recessão econômica. A reunião foi descrita em reportagem publicada no site do jornal O Estado de São Paulo.

Conforme o jornal apurou, Mandetta fez um apelo para o presidente criar “um ambiente favorável” para um pacto entre União, Estados, municípios e setor privado para todos agirem em conjunto, unificar as regras e medidas e seguir sempre critérios científicos.

Este foi o momento mais tenso da reunião ministerial ocorrida neste sábado, 28, em Brasília. Isso porque Bolsonaro tem minimizado a gravidade da pandemia e defendido o fim do isolamento das famílias para evitar uma recessão econômica. A reunião foi descrita em reportagem publicada no site do jornal O Estado de São Paulo.

Conforme o jornal apurou, Mandetta fez um apelo para o presidente criar “um ambiente favorável” para um pacto entre União, Estados, municípios e setor privado para todos agirem em conjunto, unificar as regras e medidas e seguir sempre critérios científicos.

Este foi o momento mais tenso da reunião ministerial ocorrida neste sábado, 28, em Brasília. Isso porque Bolsonaro tem minimizado a gravidade da pandemia e defendido o fim do isolamento das famílias para evitar uma recessão econômica. A reunião foi descrita em reportagem publicada no site do jornal O Estado de São Paulo.

Conforme o jornal apurou, Mandetta fez um apelo para o presidente criar “um ambiente favorável” para um pacto entre União, Estados, municípios e setor privado para todos agirem em conjunto, unificar as regras e medidas e seguir sempre critérios científicos.

Fonte: Correio da Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *