JUAZEIRO POLÍTICA

Liquida Juazeiro: Prefeito vai privatizar a iluminação pública

Contrariando os discursos das principais lideranças petistas em todo Brasil, o prefeito Isaac Carvalho e Paulo Bomfim (PT), a cada dia mostram a verdadeira face de um governo de farsas e muita enganação ideológica.

O PT sempre se mostrou contrário as privatizações e a terceirização dos serviços públicos, principalmente os essenciais, como água e luz, mas em Juazeiro o Partido não segue essa cartilha ideológica, quem manda é o coroné Isaac Carvalho.

Quando da votação do Novo Marco Legal do Saneamento Básico, em junho deste ano, todos os senadores do Partido votaram contra o projeto, o argumento utilizado pelos senadores foi que o projeto fortalece o viés de privatização dos serviços, indo na direção contrária ao interesse público.

Mas a terceirização do SAAE em Juazeiro foi concretizada em 2019, a empresa Metro Engenharia abocanhou dois contratos com autarquia municipal no valor de 60 milhões de reais. A terceirização aconteceu um ano antes do presidente Jair Bolsonaro sancionar o Novo Marco do Saneamento Básico.

Como no geral os serviços públicos em Juazeiro já estão terceirizados ou em vias de privatizar, agora eles irão privatizar a iluminação pública. O município estar contratando uma Fundação ligada a Caixa Econômica, no valor de 3 milhões reais para elaborar uma Parceira Público Privada (PPP) para privatizar a iluminação pública de Juazeiro.

O contrato nº 0544130-83/2020, foi assinado em 16 de julho de 2020, o município desembolsou de imediato pelo projeto R$ 307 mil reais. Com tantos engenheiros e técnicos na prefeitura, o gestor municipal prefere gastar dinheiro público, nesse momento tão difícil de pandemia e crise econômica e social, para elaborar um projeto, a principio sem muitas complexidades na sua execução.

A proposta de privatização da iluminação, talvez justifique todo empenho da prefeitura em recolocar os postes de iluminação pública nas BRs 407 (Mercado do Produtor ao bairro Lomanto Júnior) e na 235 (da rodoviária ao supermercado Assai). Utilizando os poucos recursos públicos para entregar para a iniciativa privada administrar, sem investimentos de recursos, como fizeram com a instalação e a manutenção do sistema de Zona Azul.

Deixe uma resposta