BRASIL

Abin e PF irão monitorar fraudes contra o auxílio, através de sites falsos

A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e a Polícia Federal irão monitorar sites e aplicativos criados para fraudar o auxílio emergencia de R$ 600.

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni (DEM), alertou que há uma operação conjunta para prender fraudadores.

“Vocês vão parar na cadeia. O presidente Bolsonaro afirmou que esses recursos são para pessoas e não fraudadores. Nós vamos atrás de cada uma dessas pessoas que estão tentando fraudar o sistema”, afirmou o ministro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *