JUAZEIRO

Opinião: O apelo do planeta pela vida…

Por: Aparecida Cardoso

A mãe terra agonizava e clamava aos céus por socorro, ela precisava respirar para voltar a vida… O homem com sua ganância e arrogância matava e destruía a natureza sem dor nem piedade.

A solução precisou vir do invisível para que o ser humano parasse e com isso a natureza seguisse seu curso, onde os pássaros estejam livres e soltos para fazerem o seu balé, para que a cigarra volte a cantar na árvore seca, o sabiá tenha a liberdade para voar, o bem-te-vi cante e encante aos que por ventura possam ouvi-lo, para que as ribaçãs se alimentem das sementes que caem no seu habitat natural, as flores estão em perfeitas cores e harmonia.
Precisávamos parar para contemplar o verde das matas e as cheias dos rios e lagos, a chuva que cai, hora forte, hora fraca como uma garoa, em pleno mês de abril sentirmos o frio beijando a nossa pele.

O mundo está de repouso para que volte melhor, talvez alguns não entendam, mas o planeta precisou se voltar contra as criaturas que nele habitam.

Aos olhos humanos o coronavírus é um inimigo oculto, mas para a terra é um forte aliado, pois somente ele conseguiu fazer a humanidade recuar. Se os homens o conhecesse o planeta não teria alcançado o objetivo almejado.
O inimigo é oculto e cruel, está tirando do homem o que ele sempre encontrou gratuito e em abundância, mas nunca parou para valorizar e entender que sem ele não sobreviveria, o ar que sempre respiramos e que insistíamos em poluí-lo.

Quando tudo isso passar olharemos para o horizonte e o veremos por outro ângulo, pensaremos antes de agir, valorizaremos mais as pessoas e a natureza por entender que somos seres dependentes dela, teremos a oportunidade de recomeçar e fazer tudo diferente do que já foi feito, que a chance de nascer de novo nos seja dada.

*Professora da rede pública

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *