MUNDO

Ao renunciar, Evo Morales diz: “Se confirma o golpe de Estado”

Morales, que governou o país por quase 14 anos, denunciou que há uma ordem de “prisão ilegal” contra ele.

“Estou enviando minha carta de renúncia à Assembleia Legislativa da Bolívia”, disse Morales em discurso na televisão, acrescentando que deixava o cargo para que “irmãos e irmãs, dirigentes e autoridades não sejam castigados, perseguidos e ameaçados”.

“Quero dizer a vocês, irmãs e irmãos, que a luta não termina aqui. Os humildes, os pobres, os setores sociais, vamos continuar com essa luta pela igualdade, pela paz”, continuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *