JUAZEIRO POLÍTICA

Juazeiro: Final de gestão, mas continuam as nomeações dos aliados

Desde o ano passado que o prefeito Paulo Bomfim (PT) tem baixado uma série de decretos de contenção de despesas. Em outubro de 2019, ele baixou o Decreto Nº 701/2019, sob argumento que devido à frequente redução na receita municipal e repasses do Fundo de Participação Municipal (FPM), precisaria reduzir as despesas.

Ainda de acordo com o prefeito, as medidas são necessárias diante de dificuldades impostas pela União, além da baixa arrecadação na receita municipal. “O Governo Federal parece não entender que os municípios compõem a União. Mês a mês os repasses do FPM são reduzidos, medicamentos não são enviados, vacinas, recursos de toda ordem são bloqueados. E gerir uma cidade somente com recursos próprios é um sacrifício mensal. Além disso, a nossa receita tem diminuído, o que nos leva a tomar uma medida de austeridade. Por isto estamos buscando alternativas para não punir os servidores e a população”, declarou Paulo Bomfim.

De outubro de 2019 para novembro de 2020, a única área que não houve contenção de despesas foi com a folha de pessoal. Um cálculo rasteiro, entre 2019 a 2020, mais de 1.000 pessoas foram contratadas.

Agora, faltando menos de dois meses para o final da gestão, as nomeações continuam acontecendo. Foi publicado no Diário Oficial do Município, nesta segunda-feira (23) a nomeação de 09 cargos comissionados.

Algumas perguntas: Por quê essas nomeações a menos de quarenta dias para o final de gestão? Quem são, e o que fazem esses aliados? É para garantir algum beneficio ou prêmio para eles? Pagamento de campanha? Ou é farra pura e simplesmente com o dinheiro público?

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *